Buscar
  • Fernando Kimura

Consumidores pós pandemia - experiência consumidor.

Atualizado: Out 7


Durante estes mais de 1 anos e 6 meses que vivenciamos a pandemia venho observando coisas novas surgindo em São Paulo, me tornei um turista em minha própria cidade. Infelizmente muitos negócios faliram em meio aos desafios econômicos e das restrições desde início de 2020, observo um movimento o ocorrendo, e não posso deixar de destacar o que esta surgindo de novo.


A pandemia nos provou que o streaming não é suficiente para suprir nossa necessidade de entretenimento e interação, é muito bom poder assistir a um filme ou série em casa, mas ficarmos limitados somente a esta opção não é o melhor caminho.


O entretenimento é um segmento extremamente abrangente e se relaciona com muitos outros segmentos da economia, uma vez que vamos sair, algumas pessoas compram uma roupa nova, ou um presente, pegamos um carro pelo app, ou precisamos reservar um hotel, vamos a uma lanchonete antes ou depois de ir ao teatro... esse movimento em cidades grandes como SP por exemplo fazem muita diferença na economia.


Em meio a pandemia conheci este espaço inaugurado em 2020 em SP, a Bodogami.

Localizado na Liberdade a Bodogami é um negócio 3 em 1, uma casa de jogos que você pode ir com amigos, e experimentar diversos jogos pagando somente o valor da entrada do espaço, além disso eles também funcionam como um restaurante, servem drinks, sobremesas, também alugam e vendem os jogos.


Confira o vídeo que fiz por lá:


São Paulo não é a cidade mais interessante para os turistas, eu consigo compreender isso, SP é uma cidade caótica, cheia, muito rápida, tem muita gente, filas para tudo, pode parecer cinza, complexa, confusa... eu sou paulistano sempre vive aqui então posso dizer que estou acostumado com tudo isso, mas o turista principalmente brasileiro que vem de cidades muito mais tranquilas, quando chega por aqui a chance de ter uma má experiência ou má impressão é grande.


Nestes tempos me permiti ser turista em SP, eu me surpreendi como a cidade tenta construir atratividade e espaço únicos para atrair as pessoas, desde os que vivem aqui aos que vem visitar SP.


Eu não sabia mas embaixo do Teatro Municipal de SP há um bar, isso mesmo um bar no subsolo do teatro municipal, fui lá para conferir e me surpreendi como que encontrei, um espaço intimista, único, uma experiência com a arquitetura + música + cardápio um lugar onde os detalhes foram pensados, assim observo como SP se prepara para um "pós pandemia", afinal o que faria as pessoas visitarem um bar em uma das regiões mais degradadas da cidade (é um paradoxo).


O Bar dos Arcos nos prova que novas ideias e a relação da arquitetura com os visitantes podem alterar a nossa experiência e percepção, confira o vídeo na integra desde que eu entrei e cheguei na mesa:

Esses são 2 simples exemplos de negócios focados na experiência dos consumidores, do segmento de serviços. Diferente do segmento de produtos a experiência do consumidor pode ser alterada pela forma como encantamos ele desde a entrada na loja, ou da reserva na internet com uma mensagem acolhedora.


Assim diversos negócios estão se "adaptando" em SP, a palavra ACOLHIMENTO esta presente em todos estes locais dos mais simples aos mais sofisticados, clientes buscam também acolhimento.


Vi isso também nas exposições de arte, que em SP duelam a atenção e a visita dos turistas e moradores locais, com tantas opções pagas e gratuitas, museus por toda a cidade, exposições novas, este é um segmento que se desdobra para chamar atenção dos consumidores, exposições interativas e imersiva estão por toda parte, no tempo as vezes curto de visitação de um turista difícil selecionar quais exposições serão possíveis incluir no roteiro pela passagem por SP.


Compartilho com vc´s uma das exposições que mais me chamou atenção em 2020/2021, o Jardim das Maravilhas - artista surrealista espanhol Joan Miró no Farol Santander, exposição extremamente imersiva e interativa:


Tem muita coisa acontecendo em SP em meio aos desafios atuais, não foquei este conteúdo em vendas, ou varejo pois observo que precisamos olhar para diferentes direções, como outros segmentos vendem e atraem os consumidores.


Quando observo o cuidado da montagem de uma exposição pensada nos detalhes para encantar o visitante, paro e observo lojas físicas ou online que não possuem atenção na forma como respondem os clientes, a experiência esta no tom de voz, no olhar, nos gestos, não é somente luxo, sofisticação, ou ter uma espaço bem planejado e decorado vai além disso, os espaços apresentados pensaram no visual de maneira estratégica mas não tenho como não citar o atendimento da equipe do Bodogami, que nos explica os jogos, bem como pessoal do Bar dos Arcos que nos recebe com sorriso único e nos faz entrar em uma atmosfera única, e o pessoal do Farol Santander que todos são EXTREMAMENTE cuidadosos e atenciosos com os visitantes, é um conjunto de ações.


Pré, durante e pós pandemia uma regra permanece, atenção ao consumidor, carinho, cuidado, tudo isso faz com que esses locais sejam únicos e consigam resistir a este momento muito complexo para os espaços físicos.


Acredito que muitos exemplos estão aqui ao nosso lado, do nosso jeito, com nossos desafios, não precisamos somente nos espelhar em ideias mirabolantes vindas dos USA ou Dubai... embora algumas ideias possam ser adaptadas ao nosso mercado.


Ou equívoco é associar a experiência somente a tecnologia...


Grande parte das vezes caímos em uma armadilha de olhar muito para fora e não evidenciar quem esta tentando fazer a diferença perto de nós!


E você conheceu algo novo nestes tempos?






24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo